domingo, 13 de junho de 2010

O baixo nível de exposição à radiação ultravioleta e a relação com a Esclerose Múltipla


Postei em 07/2009 sobre a esclerose múltipla, seus sintomas, seu tratamento e suas prováveis causas. Na ocasião escrevi que embora a causa ainda não fosse totalmente definida alguns estudos citavam como causa as infecções virais na infância, as predisposições genéticas e os processos inflamatórios. Recentemente eu li em um artigo um estudo que relaciona o baixo nível de exposição à radiação ultravioleta e os prováveis fatores que desencadeiam a Esclerose Múltipla.

De acordo com a pesquisa, realizada na Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, em resposta aos raios ultravioleta (RUV) há uma aumento na produção de vitamina D que protege contra a Esclerose Múltipla (EM), no entanto o estudo ainda ressalta que embora a exposição aos raios ultravioleta e subsequente a produção de vitamina D parecem ser importantes fatores ambientais no surgimento da EM, a contribuição relativa de cada um ainda é desconhecida. O artigo analisa os efeitos dos RUV sobre a progressão da EM e a produção da vitamina D.

Vale a pena conferir!!

Quem tiver interesse em ler o artigo na íntegra é só clicar aqui.