quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Transtorno do processamento auditivo


Em resposta ao email da aluna Maria da Conceição trago hoje informações sobre o Transtorno do processamento auditivo (PA). É um tema muito interessante para ser discutido, uma vez que, falhas no processamento auditivo quase sempre estão ligadas aos transtornos de aprendizagem e o não diagnóstico gera tratamentos ineficazes. O processamento auditivo consiste em um conjunto de mecanismo que ocorrem dentro do sistema auditivo em resposta a um estímulo sonoro. É através do processamento da informação auditiva que ocorre a localização e lateralização do som, a discriminação e reconhecimento de padrões auditivos, a percepção dos aspectos temporais da audição e o desempenho auditivo com a presença de sinais acústicos competitivos. Os sintomas mais comuns indicativos de falhas nos processamento auditivos são: Dificuldade em compreender a fala na presença de ruídos, tempo de atenção curto, dificuldade para lembrar informações auditivas, pior habilidade na fala, dificuldade de organização e sequenciação de estímulos verbais, compreensão de comandos verbais prejudicados e tempo de latência alto para emissão de respostas auditivas. O transtorno no processamento auditivo só pode ser diagnosticado por meio de testes específicos que avaliem a função auditiva central, aplicados por profissionais habilitados para tal função e mediante a avaliação audiológica básica dentro da normalidade.