domingo, 22 de novembro de 2009

Heminegligência


A heminegligência sensorial ou espacial esquerda é um distúrbio em que o indivíduo lesado pode não perceber estímulos sensoriais, tais como táteis, auditivos e/ou visuais, provenientes do campo espacial esquerdo (Dauriac-Le et al., 2002; Lezak, Howieson, & Loring, 2004; Manning, 2005). Alguns sintomas freqüentes são ausência de reação a pessoas, sons e objetos localizados à esquerda da linha média corporal; realização de cuidados pessoais apenas no lado direito do corpo; falha no movimento dos membros esquerdos superior e inferior; colisão em paredes e portas à esquerda e leitura e escrita restritas à metade direita da página. Esse distúrbio pode ser acarretado por um prejuízo na representação mental das relações visuo-espaciais e/ou por um prejuízo nos processamentos atencional e perceptivo. Há, no entanto, controvérsias na literatura quanto à qual função cognitiva está alterada nesses quadros. Alguns autores defendem a hipótese de que a heminegligência tratam-se de distúrbios atencionais (Deouell, Sacher, & Soroker, 2005; Verfaellie & Heilman, 2006), enquanto outros acreditam que tais quadros envolvem déficits do processamento perceptivo (por exemplo, Lu, Ye, Zhou, Lu, & Chen, 2005).

Um comentário:

  1. De certa forma, talvez envolva tanto prejuízos atencionais como perceptivos. Não se percebe aquilo a que a atenção não pode focar. Se é verdade que percepção e consciência requerem do encéfalo o mapeamento do corpo, é possível que a heminegligência seja fundamentada por disfunções em regiões/circuitos que assumem essas funções (representar o corpo). Mas também é possível que sítios de convergência dos sinais corporais (de um dos lados do corpo) aos sensitivos (visual, auditivo etc.) estejam danificados, impedindo portanto que se perceba um dos lados do ambiente. Tenho quase certeza que há um ensaio de Oliver Sacks que trata do tema. Vou conferir depois.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Participe! Deixe seu comentário.